6 de julho de 2022
Início » Destaques » Atualização: sobe para 22 o número de mortos em operação policial no Rio de Janeiro

Atualização: sobe para 22 o número de mortos em operação policial no Rio de Janeiro

De acordo com as informações da Polícia Militar do Rio de Janeiro, dos 22 mortos, nove ainda não foram identificados

Rio de Janeiro (RJ) – Subiu para 22 o número de mortos durante a operação policial conjunta que ocorreu nesta terça-feira (24), na Vila Cruzeiro, na Penha, na Zona Norte do Rio de Janeiro. A ação policial que iniciou pela madrugada encerrou por volta das 16h40.

Um dos mortos, inclusive, é um amazonense. Conhecido como ‘Ponga’, Roque De Castro Pinto Junior, de 29 anos, estava no local, que serve de esconderijo para outro amazonense, Kaio Wuellington Cardoso dos Santos, conhecido como ‘Mano Kaio’.

De acordo com as informações da Polícia Militar do Rio de Janeiro, dos 22 mortos, nove ainda não foram identificados. Ainda conforme as autoridades, entre os mortos identificados, 12 eram suspeitos; uma moradora identificada como Gabrielle Fereira da Cunha, de 41 anos, foi atingida por bala perdida e morreu na entrada da Chatuba, ao lado da Vila Cruzeiro.

A polícia informou ainda que 5 pessoas foram baleadas e ficaram feridas. Entre elas, estão dois homens que são considerados suspeitos pela polícia e foram encaminhados para o Hospital e Pronto-Socorro Getúlio Vargas para atendimento médico.

Ainda sobre os feridos, uma mulher não identificada e um homem que teve ferimentos na barriga foram levados ao hospital pela Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Conforme divulgado, um policial civil, identificado como Sérgio Silva Rosário, foi ferido no rosto por estilhaços de bala enquanto fazia perícia no local. Ele recebeu atendimento médico e passa bem.

Sobre a operação

Policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope) e da Polícia Rodoviária Federal (PRF) realizaram uma “operação emergencial” na comunidade quando foram atacados a tiros por criminosos. Segundo a polícia, a operação tinha como missão prender chefes de uma facção criminosa escondidos no local. Conforme a polícia, há lideranças da facção em outras favelas do RJ, e também liderança até de outros estados do Norte e do Nordeste.

Fonte: Policia Rio de Janeiro

Veja também

Flamengo recebe Tolima em busca de vaga para quartas da Libertadores

Rádio Nacional transmite partida a partir das 21h30 desta quarta O Flamengo recebe o Tolima …